segunda-feira, 11 de junho de 2012

FILHOS DE MARIA DAMIÃO

HPIM221trab
 O PRIMOGÊNITO RAIMUNDO DAMIÃO E A CAÇULA MATILDE DAMIÃO

Maria Francisca Vieira, também conhecida como Maria Marques Vieira (nome de casada), ou Maria Damião, tornou-se viúva aos 30 anos de idade. Seu hinário foi muito apreciado pelos daimistas e viria a se tornar um dos mais importantes do Daime. Sabe-se que nasceu no Ceará, no dia 4 de novembro de 1910, e chegou ao Acre no final da década de 1920, ao lado de Porfílio seu primeiro esposo, mas com quem não teve filhos. Um pouco depois de sua chegada, ele foi assassinado e, em seguida, ela conheceu Damião Marques de Oliveira, casando-se com este no início da década de 1930.
Juntos tiveram seis filhos, Raimundo, Laura, Lúcio, Hugo, Waldir e Matilde. O casal também chegou a criar um sobrinho de Damião, Wilson, filho de Manoel Marques (irmão de Damião)[i]. Os irmãos de Damião, Pedro, Manuel e Lucas, também se tornaram seguidores de Mestre Irineu, juntamente com suas esposas e filhos (ver genealogia em APÊNDICE I). A família de Damião teve grande importância na rede de amizades de Mestre Irineu. Foram eles que lhe deram apoio para a realização dos rituais do Daime num espaço mais amplo, no terraço de sua casa, onde cabiam mais participantes. Maria Damião desempenhava um papel importante nos rituais de Mestre Irineu, dando auxílio aos novatos e aos que necessitavam de conforto (MOREIRA;MACRAE, 2011, p. 191).


[i] Os pais de Wilson, Manoel (Irmão de Damião) e Lúcia (da etnia kashinawá) morreram quando ele era ainda jovem. Maria Damião teve que fazer uma procuração em meados da década de 1940 ao juizado de Boca do Acre para ter a guarda de Wilson.
MOREIRA,Paulo; MACRAE, Edward, EU VENHO DE LONGE:Mestre Irineu e seus companheiros. Salvador, EDUFBA, EDUFMA, ABESUP, 2011.

0 comentários:

Postar um comentário